Os sábados com aulas devem começar neste sábado, 23 de setembro. (foto: Josenaldo Jr / Portal Tailândia)

O Conselho Municipal de Educação de Tailândia aprovou na manhã de quinta-feira, 21 de setembro, o calendário letivo de 2017, contemplando a reposição dos dias de greve dos professores da rede municipal.

Os 16 dias serão repostos aos sábados, começando a partir do dia 23 de setembro, ou seja, amanhã. As aulas, segundo membros do Secretaria Municipal de Educação, que propôs o calendário, serão diferenciadas com horário até o meio dia. Também ficou decido que todos os professores, independentemente de terem aderido ou não a greve, terão que cumprir horário nas escolas.

A proposta do calendário que foi apresentada pela SEMED, foi questionada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) e por representantes dos pais de alunos, que votaram contra a proposta. Eles defendiam que o calendário letivo fosse estendido até 2018, com a reposição das aulas em janeiro, e não aos sábados.

Para o Sintepp, a reposição de aulas aos sábados prejudica ainda mais os estudantes, já que, as aulas não ocorrerão de forma convencional. Por essa razão, o sindicato planeja entrar com uma ação judicial para barrar as aulas aos sábados.

Questionamento de sabatistas 

Pais de alunos sabatistas questionam o calendário. Em comentários na página do Portal Tailândia no Facebook, eles se manifestam:

Want create site? With Free visual composer you can do it easy.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

1 COMENTÁRIO

  1. Esse desconselho de educação só faz besteira, colocaram seu conhecimento, se é que tem realmente, pra baixo do tapete, e ainda agem com preconceito aos alunos sabatistas que são os mais prejudicados! Fora a esse desconselho! Os pais deveria entra com uma ação na justiça!

DEIXE UMA RESPOSTA