Deidyanne Davila da Silva Santos, 27 anos, foi morta na madrugada de sexta-feira (16) com vários tiros em um clube de festas localizado na Av. Belém, no bairro Santa Maria, em Tailândia. A vítima foi atingida no rosto e depois que estava no caída no chão, os assassinos ainda se aproximaram e efetuaram mais disparos.

Deidy, como era conhecida, ainda chegou a ser socorrida, mas morreu a caminho do HGT. Além dela outras duas pessoas foram atingidas pelos disparos. Um mulher teve um tiro de raspão e outra no braço, segundo informações.

Deidy foi baleada por volta das 05hs da manhã dessa sexta-feira, quando já estava saindo da festa. De acordo com relatos, dois homens encapuzados se aproximaram da vítima e deflagraram os tiros. Após cometer o crime os dois fugiram em uma moto Honda Broz, de cor preta.

Uma testemunha, que estava na hora do crime, relata momentos de terror dentro do estabelecimento. Ao menos 5 tiros foram ouvidos por quem estava no local.

Os motivos do crime ainda são desconhecidos, mas a polícia não descarta crime de execução, já que, os atiradores efetuaram os disparos a queima roupa. A Polícia Civil e a Polícia Militar trabalham para solucionar mais um homicídio em Tailândia.

Esta é a terceira morte violenta só esta semana em Tailândia. Na última quarta-feira (14), Joaquim Barbosa Feitosa, de 57 anos, que estava internado haviam 4 dias no HGT, não resistiu aos ferimentos do espancamento sofrido no último domingo, por uma pessoa até agora não identificada pela Polícia.

O caso foi registrado como homicídio. Joaquim foi agredido a pauladas em uma rua, no Bairro Vila Macarrão.

Também na quarta-feira, Paulo Vieira de Castro, de 22 anos, foi esfaqueado no bairro Vila Macarrão. Segundo a PM o rapaz tinha passagem por roubos de moto e celulares. Os motivos do crime são desconhecidos, e os autores fugiram do local sem deixar pistas.

 

Want create site? With Free visual composer you can do it easy.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA