(Foto: Reprodução)
Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

Policiais civis realizam na manhã desta segunda-feira (30), em Tucuruí, no sudeste paraense, uma operação para prender suspeitos de envolvimento no assassinato do prefeito Jones William, assassinado em julho deste ano. Entre os envolvidos, está sendo acusado o atual prefeito do município, Arthur Brito, que assumiu o cargo após a morte de Jones.

Além dele, também são cumpridos mandados de prisão contra Josy Brito e Lucas Brito, mãe e irmão do atual prefeito; comandante Wilson e Marlon, amigos de Arthur; Birinha e Patrick, pistoleiros, sendo o segundo ainda segurança de Josy; Tiago Canaã, que trabalhava como motorista do atual prefeito; e dois homens identificados como Clóvis e Cleiton, que seriam agiotas e sócios do prefeito.

Os policiais estão nas casas dos envolvidos desde às 6h para cumprir os mandados judiciais. Segundo informações de policiais, e pelo menos outras nove pessoas estão na mira da polícia.

Por nota, a prefeitura de Tucuruí afirmou que não há nenhum mandado de prisão nem acusação contra o Arthur Brito, e que ele “foi convidado a prestar depoimentos perante a autoridade responsável pela apuração dos fatos”.

POSICIONAMENTO DA PREFEITURA

Por nota, a prefeitura de Tucuruí afirmou que não há nenhum mandado de prisão nem acusação contra o Arthur Brito, e que ele “foi convidado a prestar depoimentos perante a autoridade responsável pela apuração dos fatos”.

RELEMBRE O CASO

O prefeito Jones William foi executado a tiros no dia 25 de julho deste ano, enquanto visitava uma obra no bairro Cristo Vive. Dois homens em uma motocicleta fizeram uma emboscada e dispararam cinco vezes contra o prefeito, que chegou a ser encaminhado ao hospital, mas acabou morrendo.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA