Campanha de vacinação para imunizar grupos de risco contra o vírus começam no final abril. (Foto: Reprodução/Arquivo TV Gazeta)
Want create site? With Free visual composer you can do it easy.
Campanha de vacinação para imunizar grupos de risco contra o vírus começam no final abril. (Foto: Reprodução/Arquivo TV Gazeta)
Campanha de vacinação para imunizar grupos de
risco contra o vírus começam no final abril.
(Foto: Reprodução/Arquivo TV Gazeta)

A preocupação com a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) está em evidência no Pará com a intensificação das chuvas do inverno amazônico. De acordo com Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) de Belém, foram notificados 16 casos de SRAG, sendo confirmados dois casos de Influenza A/H1N1 e uma ocorrência de metapneumovirus, somente no primeiro trimestre de 2016.

Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado, em 2015 foram registrados 186 casos de SRAG, sendo 12 de Influenza-H1N1, foram 20 óbitos notificados.

A notificação de SRAG é obrigatória e deve ser feita mesmo com suspeita da doença. “A partir do momento que recebemos a notificação, a equipe de Vigilância Epidemiológica aciona o Laboratório Central (Lacen) para a coleta de secreção, que é encaminhada ao Instituto Evandro Chagas para análise e pesquisa de vírus, entre os quais pode estar o vírus H1N1”, explica a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da Sesma, Leila Flores.




Cuidados
A infectologista Vania Brilhante alerta para os sintomas da infecção do vírus. “O H1N1, como vírus influeza, pode desencadear desde um quadro leve gripal até uma SRAG. Já a síndrome tem caráter agudo com sintomas graves de febre, tosse e dispneia, acompanhada de aumento da frequência respiratória e hipotensão em relação à pressão arterial habitual do paciente”, explica.

O vírus pode ser agravado com pacientes que podem ter complicações em relação à doença, como idosos, crianças, portadores de doenças crônicas e grávidas. “Dependendo do paciente a infecção pode sim levar a morte. O perigo é a transmissão fácil que tornam alguns pacientes alvos fáceis e com desenvolvimento rápido para SRAG”, completa.

O vírus Influenza A/H1N1 circula no Brasil desde a pandemia de 2009. O Ministério da Saúde realiza anualmente Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que em 2016 iniciará no final de abril. A vacina imuniza contra os principais vírus gripais que circulam no país e é voltada para grupos de risco.

Prevenção
É importante tomar algumas medidas para prevenir a contaminação com o vírus:

  • Frequente higienização das mãos;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Evitar tocar superfícies com luvas ou outro EPI contaminados, ou com mãos contaminadas.

 

Via G1 PA

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA